• Home
  • Coaching Profissional: Tudo o Que Precisa de Saber em 2022

Coaching Profissional: Tudo o Que Precisa de Saber em 2022

CoachHub · 18 February 2021 · 12 min read

Muitas organizações enfrentam um mercado imprevisível que exigirá uma gestão da mudança célere, bem como estratégias e soluções coerentes para catalisar a transição gradual para a transformação digital rapidamente. Em conjunto com a orientação das equipas ao longo de um processo de gestão da mudança célere e tranquilo, os gestores têm o desafio adicional de aprender como continuar a envolver e a desenvolver as equipas completamente remotas.

Em simultâneo, o congelamento das contratações e o aumento da procura de talentos digitais está a pressionar os parceiros de negócios de RH e os gestores de aprendizagem e desenvolvimento para que desenvolvam programas de aprendizagem e desenvolvimento que possam integrar novos talentos e realizem coaching com os talentos existentes através de programas de mobilidade interna mais eficazes.

O coaching profissional, ou executivo, tem sido utilizado por empresas, líderes e equipas há já algum tempo e evoluiu continuamente em cada era sucessiva. No ambiente de trabalho cada vez mais complexo e em rápida mutação que enfrentamos atualmente, o coaching profissional está a tornar-se mais popular do que nunca.

Foi por isso que compilámos este guia de fácil utilização para gestores, equipas e líderes, para que compreendam os princípios básicos do coaching profissional e como podem tirar partido das respetivas vantagens.

O que é o coaching profissional?

Quando realizado corretamente, o coaching profissional é o ingrediente secreto que os gestores de aprendizagem e desenvolvimento e os parceiros de negócios de RH utilizam para desenvolver os talentos-chave, envolver e reter os colaboradores com elevado desempenho e moldar líderes eficientes que, por sua vez, têm as competências necessárias para desenvolver equipas de elevado desempenho.

Contudo, mesmo que estejamos todos familiarizados com o termo coaching profissional… o que é exatamente?

A Federação Internacional de Coaching descreve o coaching profissional como o processo de “parceria com clientes num processo estimulante e criativo que os inspira a maximizar o seu potencial pessoal e profissional”. No mundo empresarial, esta é uma colaboração através da qual os colaboradores e os gestores podem desenvolver novas competências, criar um percurso profissional claro e melhorar o seu desempenho com a ajuda de um coach certificado.

Existem vários formatos de coaching diferentes à escolha, incluindo: coaching de grupo, coaching individual e até mesmo coaching online vs. offline.

Uma distinção entre os formatos de coaching refere-se a coaching individual e coaching coletivo, ou de grupo. A diferença entre ambos depende, na verdade, do objetivo que pretende atingir.

Se pretende ajudar um indivíduo com elevado desempenho, um novo gestor ou um executivo a melhorar as competências pessoais ou ultrapassar determinados problemas que está a enfrentar no local de trabalho, o coaching individual é a melhor opção. Em especial, no último caso, pretenderá que o indivíduo se sinta confortável e aberto à mudança. Tal é apenas possível num contexto individual.

Se pretende introduzir com sucesso uma mudança mais ampla na sua organização, quer esteja a passar por uma transição organizacional ou pretenda melhorar a diversidade e a inclusão em toda a sua organização, o coaching coletivo ajudará a moldar as atitudes e as mentalidades na mesma direção.

Vamos aprofundar os diferentes objetivos do coaching profissional na secção: Quando é que a sua organização precisa de coaching profissional?

Contudo, quer seja individual ou coletivo, o processo raramente se desvia do objetivo principal e da definição de coaching profissional empresarial – que consiste em maximizar o potencial através de um processo estimulante e criativo.

Cada estilo de coaching depende das necessidades e dos objetivos da empresa ou do indivíduo que o procura. Contudo, se uma equipa ou empresa trabalhar remotamente, a opção óbvia é o coaching digital.

O que não é o coaching profissional

Embora a definição fornecida pela ICF seja clara e a ideia do coaching profissional possa parecer evidente, muitas vezes é incorretamente compreendido e interpretado por quem o confunde com outras formas de coaching.

Em primeiro lugar, é importante explicar que o coaching profissional não é coaching pessoal. O coaching pessoal destina-se a quem precise de coaching na sua vida privada, mesmo que tal inclua, por vezes, também a sua abordagem ao trabalho. Por outro lado, um coach empresarial intervém apenas no âmbito de uma organização profissional e dos objetivos inerentes a essa empresa.

O coaching profissional não é terapia – o coach, ao contrário de um terapeuta, não prescreve algo, mas ajuda a facilitar o processo de trabalho e a atingir objetivos de uma forma melhor.

Por último, o coaching profissional não é formação. Este é um equívoco comum. A formação implica que um coach partilhe e ensine algum conhecimento e, em seguida, o aluno deve praticar, ou exercitar, para dominar e aprender esse conhecimento. No coaching profissional empresarial, porém, o coach trabalha em conjunto com o cliente ou os clientes para ajudá-los a melhorar à sua maneira.

A quem se destina o coaching profissional?

Executivos

O coaching executivo é talvez uma das práticas mais comuns nas organizações. Porquê? Bem, mesmo que seja um colaborador com elevado desempenho na sua área e até mesmo um excelente gestor, após chegar ao nível executivo, os desafios mudam consideravelmente.

No nível executivo, assume as responsabilidades de gerir uma grande equipa, ou um departamento, e é responsável pelos seus sucessos e fracassos. Tal pode causar stress e ansiedade adicionais que podem, frequentemente, afetar o progresso e a ação.

É por isso que os coaches executivos se focam, normalmente, em ajudar os seus clientes a desbloquear níveis de autoconsciencialização, definir os seus objetivos, auxiliar no progresso dos seus objetivos e, por último, permitir que alcancem todo o seu potencial, enquanto orientam a organização ao longo do caminho certo.

 

Gestão intermédia

O seu canal de liderança é fundamental para criar um sistema eficaz e sensato para identificar candidatos talentosos com potencial para subir na hierarquia da organização. No entanto, de acordo com um estudo da Deloitte, 86% dos líderes de RH não acreditam que têm um canal de liderança adequado.

A gestão intermédia é talvez o departamento mais importante, mas, frequentemente, o mais negligenciado em muitas organizações. Estes gestores foram incumbidos de supervisionar e desenvolver equipas com elevado desempenho, contudo, a quem se dirigem quando eles próprios precisam de ajuda? Ou quando não são capazes de formar os colaboradores juniores para manter um nível elevado de produtividade e desempenho?

É dada muita atenção à melhoria de competências e ao desenvolvimento dos colaboradores seniores ou funcionários na linha da frente para aumentar a produtividade, contudo, garantir que a gestão intermédia está também preparada para lidar com o rigor da função é muito importante.

Para qualquer empresa ou organização, o coaching da gestão intermédia pode reforçar o canal de talentos e preparar indivíduos mais capazes para subir na hierarquia da empresa, garantindo ao mesmo tempo que os objetivos da empresa estão a ser concretizados.

 

Colaboradores e pessoas-chave

Todas as empresas pretendem que os seus colaboradores tenham o melhor desempenho possível. Isto não é uma revelação, mas apenas uma necessidade num mercado tão competitivo. O coaching dos colaboradores pode alinhá-los com a visão da empresa, aumentar a sua produtividade, bem como permitir que assumam mais tarefas e trabalhem de modo mais eficiente.

É também um bom investimento para qualquer empresa oferecer coaching profissional a todos os seus colaboradores, desde os que estão na linha da frente até aos que estão no topo. Os coaches profissionais podem ajudar os colaboradores a dominar as competências pessoais necessárias para executar as suas tarefas nos níveis mais elevados e motivá-los para assumir mais iniciativa e responsabilidades para si próprios.

Estimulando o crescimento e impacto com coaching

Veja o nosso ebook gratuito

Obtenha o ebook

Quando é que a sua organização precisa de coaching profissional?

Gestão da mudança

A investigação da McKinsey & Company mostra que 70% das iniciativas de gestão da mudança fracassam. Existem vários motivos para tal, contudo, sem dúvida, um dos componentes fundamentais necessários para uma transformação bem-sucedida são os embaixadores da mudança ao nível da gestão intermédia, que podem motivar as equipas e permitir que a mudança ocorra de modo ascendente.

No entanto, a maioria das pessoas não tem experiência como “agente da mudança”. Dependendo de como estão enraizadas as práticas da sua empresa, tal pode ser ainda mais difícil do que seria esperado. É esse o caso, em especial, ao trabalhar numa organização maior que requer um grande grupo de agentes de mudança para instituir uma abordagem coordenada.

 

Desenvolvimento de competências pessoais

As competências pessoais foram sempre essenciais para o desenvolvimento de líderes eficientes. No entanto, atualmente, com as equipas separadas e a trabalhar a partir de casa, são ainda mais importantes do que nunca. Os gestores enfrentam agora novos desafios, desde manter as linhas de comunicação a funcionar adequadamente, até manter um espírito de equipa motivante online.

À medida que surgem novos conceitos como “fadiga do Zoom” e os pais têm ainda mais dificuldade em equilibrar a vida profissional e familiar em casa, os gestores têm de oferecer-se como líderes que prestam orientação nestes tempos incertos.

 

Percurso/mobilidade profissional

Embora muitas empresas estejam focadas em atrair e contratar novos talentos, a retenção e a mobilidade interna são ocasionalmente, em detrimento da organização, negligenciadas. Tal como referido anteriormente, investir no seu canal de talentos e no coaching dos seus colaboradores existentes pode reforçar a sua organização a partir de dentro.

Garantir que os talentos existentes na sua organização têm coaching, gestão e orientação adequados assegurará que esses colaboradores representam a cultura da empresa da forma correta e, por sua vez, ajudam a empresa a crescer.

 

Formação sobre diversidade

Cada vez mais organizações estão a compreender a necessidade de criar culturas empresariais mais diversificadas e inclusivas. O preconceito inconsciente, a sensibilidade e as normas tradicionais impediram, durante muito tempo, muitas empresas de contratar ou formar pessoas de diferentes origens, culturas, etnias e géneros.

Muitos estudos mostram que as mulheres e os colaboradores de minorias recebem menos oportunidades de mentoria e desenvolvimento profissional, o que significa que as equipas executivas e de liderança continuam a ser largamente homogéneas. Por exemplo, de acordo com um estudo da Deloitte, as mulheres e as minorias ainda detêm apenas 35% das funções ao nível executivo na Fortune 500

Quer pretenda ajudar a sua equipa de liderança a abraçar novos desafios, adaptar-se a novas experiências e integrar um grupo de pessoas mais diversificado, ou apenas pretenda criar oportunidades de desenvolvimento profissional especificamente para talentos diversificados, o coaching profissional pode e irá ajudar.

Como descobrir o coach profissional certo para a sua organização:

Após decidir que pode, ou a sua empresa pode, utilizar o coaching profissional, é importante que dedique algum tempo a compreender corretamente o tipo de coaching necessário e a examinar a plataforma do coach ou coaching certo para obter os resultados pretendidos.

Segue-se um guia passo a passo para o ajudar a escolher o coach profissional certo:

  • Decidir o melhor formato de coaching para si ou para a sua empresa
    O primeiro passo é decidir como pretende utilizar o coaching profissional e determinar como pretende que o coaching seja realizado. Por exemplo, se pretende tirar o máximo partido de uma equipa ou várias equipas que estão a trabalhar num grande projeto, um formato de coaching de grupo seria provavelmente a melhor opção, pois tira partido das competências e experiências do grupo, agrupando os recursos para encontrar a melhor forma de trabalhar em conjunto.
    Se pretende tirar o máximo partido de si próprio ou um indivíduo-chave na sua organização, o coaching individual será relevante, pois foca-se em melhorar o indivíduo e compreender como este trabalha de forma a ter um desempenho mais eficaz.

    Se todos os seus colaboradores estiverem a trabalhar remotamente, a escolha natural para o coaching profissional seria realizá-lo online. É melhor para os trabalhadores remotos, porque o coaching online é frequentemente flexível e sensível aos horários de cada indivíduo.

  • Procurar alguém com a experiência/certificação certa
    Tal pode parecer óbvio, mas a verdade é que, como sabemos, o setor do coaching profissional tem sido, por vezes, perturbado por praticantes a quem faltam as certificações, os conhecimentos e as experiências adequados para um coaching correto para si ou para os seus colaboradores.
    Na verdade, existem inúmeros exemplos de coaching profissional que fracassaram. Alguns desses “coaches” não têm a compreensão ou a formação para lidar com o rigor de uma formação psicológica adequada. Nesse caso, esses coaches não abordaram, na verdade, os problemas reais ou não realizaram o coaching dos seus clientes de modo correto para que se tornem colaboradores melhores e mais felizes.

    Em vez disso, foram observados casos em que esses coaches inadequados acabam, na verdade, por reforçar comportamentos negativos nos seus clientes ao tratar os sintomas em vez das causas. Se estes clientes exercerem uma função de gestão ao nível executivo ou superior, tal pode ter consequências negativas para toda a organização.

    Assim, certifique-se de que, ao procurar um coach profissional, dedica algum tempo à sua pesquisa e a garantir que o coach tem as credenciais certas para a tarefa.

  • Ter uma ideia do que pretende melhorar
    É fácil afirmar que pretende que um coach profissional ajude os seus colaboradores e a sua empresa a alcançar todo o seu potencial, porém, se não sabe exatamente o que pretende melhorar ou onde pretende observar a melhoria, pode acabar por desperdiçar o seu dinheiro e tempo.
    É por isso que é fundamental que avalie o que pretende obter dos serviços ou plataformas de coaching profissional – pretende formar pessoas-chave? Ou preparar uma mudança organizacional? Seja honesto sobre as suas necessidades e escolha em conformidade.
  • Verificar se é uma boa opção
    Por último, não existe uma abordagem única ao coaching profissional; por vezes, um coach e um cliente não se dão bem e os seus objetivos não serão concretizados. Contudo, não se preocupe. Tal faz parte do processo.
    Conceda ao seu coach profissional um período experimental, avalie a eficácia dos seus resultados e decida se pretende ou não continuar ou mudar de direção. A escolha é sempre sua.

Considerações finais

O coaching profissional pode revelar-se um trunfo para si ou para a sua empresa, ajudando-o a desbloquear o potencial e tirar o máximo partido das suas equipas de trabalho talentosas. Lembre-se apenas de se manter vigilante e consciente ao escolher o seu coach profissional e dedicar algum tempo a compreender verdadeiramente o que precisa. Desse modo, aumentará as suas probabilidades de sucesso – mas isso já sabe!

Utilize este guia para descobrir o coach profissional, modelo ou programa de coaching certo para si e desfrute do processo!

Programas de Liderança e Desenvolvimento de Competências

Suporte aos seus colaboradores em toda a organização.

Discover the program

Escritórios globais

A principal plataforma global de coaching digital

A CoachHub é a plataforma líder global no desenvolvimento de talentos que permite às organizações criarem um programa de coaching personalizado, mensurável e dimensionável para todos os funcionários, independentemente do departamento e do nível de antiguidade. As organizações podem assim tirar partido de vários benefícios, incluindo um maior envolvimento, níveis mais elevados de produtividade, um melhor desempenho no trabalho e uma maior retenção de funcionários. O grupo global de coaches da CoachHub é composto por mais de 3500 coaches empresariais certificados em 90 países e 6 continentes, com sessões de coaching disponíveis em mais de 60 idiomas, satisfazendo mais de 500 clientes. Os nossos programas baseiam-se em práticas de R&D avançadas do nosso Laboratório de Coaching, liderado pelo Professor Jonathan Passmore e pelo nosso Conselho Científico. A CoachHub conta com o apoio de investidores líderes no ramo da tecnologia, incluindo a Sofina, SoftBank Vision Fund 2, Molten Ventures, Speedinvest, HV Capital, Partech e Silicon Valley Bank/SVB Capital. Em setembro de 2021, a CoachHub adquiriu a pioneira empresa francesa de coaching digital MoovOne com o objetivo de construir um líder global focado na democratização conjunta do coaching.
© 2022 CoachHub
This site is registered on wpml.org as a development site.